Plano Actividades 2017/2018

Nota Introdutória

O plano de atividades que a seguir se apresenta compreende as atividades propostas pela lista eleita para os Órgãos Sociais da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Bairro de S. Miguel, em diante designada por APEEL, para o ano letivo 2017/2018.
Mantendo uma linha de continuidade e reforço do trabalho realizado ao longo dos últimos anos letivos, para além das actividades centrais da APEEL daremos especial destaque às seguintes áreas:  
  • Relações institucionais de cooperação com os principais parceiros da APEEL - CML, Agrupamento Escolas Rainha D. Leonor, Coordenação da Escola, Junta de Freguesia de Alvalade e as outras associações de PEE do agrupamento;
  • Apoio na realização de atividades de caráter mais global desenvolvidas pela Coordenação e pelos Docentes da Escola;
  • Comunicação e Atividades realizadas pela APEEL e relacionadas com a nossa comunidade escolar.


Ambicionamos que seja mais um ano para reforçar o envolvimento dos Pais e de toda a comunidade escolar em ações que possam contribuir para melhorar as condições educativas, lúdicas, de segurança e de alimentação, assegurando a capacidade de intervenção da APEEL.

1.     Relações institucionais

Conselho Geral

Na sequência do que ocorreu em anos anteriores, e dando prossecução ao Regulamento do Agrupamento de Escolas Rainha D. Leonor compete à Associação de Pais propor um representante dos PEE para o Conselho Geral. Assim, e na sequência da reunião liderada pela anterior Direção e da qual saiu a ratificação de escolha do Representante dos Pais e Encarregados de Educação do Bairro de S. Miguel, foi dada indicação ao agrupamento da seleção de Carla Antunes para este lugar.
Ao longo do ano, será desta forma assegurada a participação, em defesa dos interesses e preocupações dos Pais e Encarregados de Educação da nossa Escola, pretendendo-se que as decisões emanadas destas reuniões sejam divulgadas aos pais e encarregados de educação da escola com a maior brevidade possível.
Será ainda articulada, sempre que possível, a participação da representante no Conselho Geral nas reuniões abertas a Pais e Encarregados de Educação para que a circulação de informação sobre este importante órgão de gestão do nosso agrupamento seja o mais partilhada e participada possível.
A APEEL dará igualmente continuidade às boas relações que mantém com os restantes parceiros institucionais, quer sejam a Direcção do Agrupamento, a Coordenação da Escola, com quem temos em andamento várias iniciativas oriundas do trabalho da anterior Direção, bem como com as diferentes edilidades, nomeadamente a Junta de Freguesia, procurando manter-nos activos na medida das disponibilidades na Rede Social de Freguesia.
A APEEL continuará ainda a atuar como interlocutor principal entre a CML e a comunidade escolar, participando nas reuniões mensais de acompanhamento da evolução das obras e a fazer a comunicação regular com os pais e Encarregados de Educação.
A APEEL, para este ano letivo de 2017/2018, tem como grande objetivo promover iniciativas de cidadania em todas as suas dimensões, nomeadamente na vertente da partilha, cooperação, solidariedade, incentivando a participação ativa de cada interveniente na comunidade escolar. Nesse sentido, é objetivo desta equipa desenvolver um conjunto de iniciativas ao longo do ano para as quais irá envolver a escola, os pais, o agrupamento, a Junta de Freguesia e a sociedade em geral.

Associações de Pais do Agrupamento

Outra área de foco dos órgãos da APEEL será a de manter e estreitar o diálogo com as restantes Associações de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento e, muito particularmente, com a APEPES – Associação de Pais e Encarregados de Educação do Eugénio dos Santos, no sentido de articular iniciativas que facilitem a integração dos novos alunos oriundos dos 4ºs anos da nossa escola no início do próximo ano curricular. No ano transato foi dado um passo significativo a esse respeito com a criação das “FAQ – O Guia de Sobrevivência para pais principiantes do 2º ciclo” que foram disponibilizadas aos pais e Encarregados de Educação antes do início do ano letivo. Este ano, a APEEL tem como objetivo reforçar esta parceria e desenvolver algumas iniciativas conjuntas no âmbito do projeto de cidadania e em momentos festivos do agrupamento, nomeadamente festas de Natal, dia do agrupamento, fecho de ano escolar e arraial de final do ano.
Pensa-se, igualmente, propor uma iniciativa de visita prévia às instalações à Escola Eugénio dos Santos, bem como outras iniciativas que permitam às crianças uma adaptação fácil e rápida.


2.     Atividades promovidas por ou em articulação com a Escola

Daremos igualmente continuidade à lógica de colaboração estreita com a Coordenação, nomeadamente pela dinamização de actividades que sejam uma clara mais-valia para a escola. Neste sentido, nesta área procuraremos:

Instalações Físicas e operacionais

Continuar a acompanhar a evolução das obras procurando, em conjunto com toda a comunidade escolar e com a CML, encontrar soluções que minimizem o impacto das mesmas.
Potenciar a utilização do espólio de computadores portáveis, já doados, por parte dos professores em contexto de metodologias de ensino-aprendizagem apoiadas em pesquisas on line orientadas e supervisionadas.

Acções de Solidariedade

Dando prossecução às tradicionais campanhas de Natal, organizar a recolha de fundos e de mantimentos para instituições ou associações de solidariedade. O Objectivo é acordar com estas entidades algumas acções a serem desenvolvidas na  escola (recolha de fundos, apadrinhamento, voluntariado, etc) e apelar aos pais que continuam para esse fim.

Desenvolver um projeto de cidadania em várias dimensões

Este será o projeto em que os órgãos da APEEL irão colocar maior foco durante o ano letivo de 2017/2018. O objetivo é lançar o desafio a toda a comunidade escolar para que todos colaborem de forma ativa. O projeto visa “Despertar o Cidadão” que há em cada um de nós e descobrir as diferenças através da partilha. O projeto terá várias dimensões que pretendemos explorar, nomeadamente:
·       Perceber as diferenças entre a cidade e o campo - pretendemos criar um jogo digital entre a escola e outras escolas das regiões afetadas pelos incêndios através do qual se partilhem estas diferenças;
·       Desenvolver ações de solidariedade entre a comunidade escolar e as vítimas dos incêndios deste verão, nomeadamente um postal de Natal para os idosos e as crianças de escolas de áreas afetadas pelos incêndios e ainda a partilha de outros bens a definir;
·       Desenvolver uma iniciativa para promover/incentivar a boa utilização do papel higiénico visando a sua “devolução” às casas de banho após o término das obras;
·       Promover o uso da alimentação saudável, envolvendo as crianças e os pais em iniciativas que incentivem a criatividade na confecção dos lanches e das refeições;
·       Desenvolver iniciativas na CAF e atividades de verão para sensibilização para a prevenção e cuidados a ter perante a ocorrência de incêndios e terramotos  ;
·       Desenvolver/promover iniciativas que estimulem a preservação da natureza, a reciclagem (estimular a reciclagem no arraial 2018) e o bom uso dos recursos naturais.

Horta Pedagógica                                                   

Este ano letivo não iremos dinamizar qualquer iniciativa relacionada com a Horta Pedagógica uma vez que o acesso à mesma estará impossibilitada devido às obras. Continuamos a considerar que este é um projeto que se deverá manter assim que estejam reunidas condições para tal, tão logo estejam terminadas as obras que impedem o acesso e manutenção da Horta.
Ao longo do ano letivo procuraremos, no âmbito do projeto de cidadania, lançar iniciativas relacionadas com a natureza, procurando explorar e perceber as diferenças entre a cidade e o campo. Temos como principal objetivo dinamizar esta iniciativa com as áreas afetadas pelos incêndios deste verão.

Arraial de Final de ano

Voltar assegurar a organização, caso o avanço das obras assim o permita, do tradicional arraial de final de ano, mantendo o modelo de abertura a todas as turmas da escola e revertendo uma parte da receita para as iniciativas de solidariedade a desenvolver.


3.     Comunicação

Redes Sociais

Manter ativas as redes sociais da Associação, potenciando a utilização do Instagram,  capitalizando os hastags  #apeel  #bairroSao Miguel, e desta forma também explorar a dinâmica visual da área envolvente da escola, lançando concursos às famílias sobre aspectos arquitectónicos e de vivência quotidiana da escola e do bairro em que esta se insere.

Blogue

Dar maior projeção a este veículo procurando sensibilizar a produção de textos de opinião e textos técnicos pelos pais que integram a nossa associação.

Newsletter

Recuperar a bi-mensalidade de edição da newsletter informativa da Associação de Pais por forma a manter atualizados todos Pais e Encarregados de Educação da Escola, uma vez que esta é distribuída por email a todos os representantes de turma.

Reuniões Abertas a Pais e Encarregados de Educação

Manter a iniciativa de realizar reuniões abertas a Pais e Encarregados de Educação com vista a garantir uma proximidade à totalidades das questões que preocupam as famílias da escola. Estas reuniões ocorrerão, pelo menos, 1 vez em cada período.

4.     Escola de Pais – edição 2017/2018

Outro compromisso que procuraremos cumprir em 2017/2018 passa pela realização de 2 iniciativas da Escola de Pais (inicio e final do período), recuperando uma iniciativa que, apesar de não ter grandes números em termos de presenças, continua a ser evocada pelos Pais como uma das mais interessantes do conjunto de iniciativas lançadas pela Associação.

Como potenciais temas teremos os relativos a ‘nutrição e lanches saudáveis’ e /ou da ‘utilização dos superalimentos’, ‘utilização da internet’ e a ‘pediculose’.


5.     Promoção das AECs

Enquanto entidade promotora das AECs, a APEEL tem como responsabilidade:           
·       Implementar as AEC em parceria com o Agrupamento e com a Know-How, de acordo com a planificação aprovada pelo Conselho Geral sob proposta do Conselho Pedagógico;
·       Garantir a existência dos recursos humanos, materiais (material didático e de desgaste) e de espaços necessários ao desenvolvimento das AEC, assegurando a boa prestação das mesmas e a existência das adequadas condições de funcionamento e segurança das instalações;
·       Envolver o Agrupamento no processo de seleção dos profissionais a afetar a cada AEC;
·       Definir os horários e a organização das atividades em parceria com o Agrupamento, no cumprimento das decisões do Conselho Geral;
·       Garantir, em conjunto com o Agrupamento, os meios necessários à limpeza das instalações.
·       Efetuar a transferência de um subsídio para a Entidade Executora de acordo com os montantes estabelecidos.

6.     CAF e Actividades Extra

Para além destas iniciativas gerais em termos específicos das tradicionais atividades da APEEL, continuaremos a dar continuidade ao programa da Componente de Apoio à Família (CAF) já em curso, procurando continuar a melhorá-lo e enriquecê-lo.
Ainda no contexto da CAF, a APEEL continuará a promover atividades nas interrupções letivas do Natal, do Carnaval, da Páscoa e no final do ano lectivo, com programas lúdico pedagógico, bem como a manutenção das atividades extra tal como sejam o judo, hip-hop, ballet, xadrez e viola.
Este ano temos ainda o objetivo de criar condições para o uso dos portáteis no CAF e AE, assim como por parte dos professores. Iremos, junto da coordenação, identificar iniciativas e mecanismos de colaboração para fomentar o seu uso.
Temos ainda como objetivo rever e melhorar o regulamento de acesso às atividades extra e definir quotas para utilização para alunos SASE e NEE.
A finalizar propomo-nos dar continuidade ao compromisso de zelar pelas condições educativas, lúdicas, de segurança e alimentação da escola, assegurando o acompanhamento de questões que continuam a preocupar todos os Pais e EE, nomeadamente no que diz respeito à qualidade do ensino, à segurança no espaço escolar, à capacidade dos espaços exteriores no sentido de possibilitarem as atividades lúdico-recreativas dos educandos durante as pausas letivas, ao funcionamento do refeitório e à qualidade da alimentação.
                  

Nenhum comentário: